sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Lavanda



Lavandula spp.

O nome é derivado do latim lavare, que significa "lavar". Os romanos utilizavam essa erva em seus famosos banhos. É uma erva de limpeza por excelência.

Muito usada para espantar insetos. Dizem que é um antídoto para picadas de aranhas venenosas e certas cobras.

Está presente em filtros afrodisíacos. Esfregue um pouco de lavanda em um pedaço de papel e escreva cartas de amor. Água de lavanda (ou o óleo essncial) era usado por prostitutas há alguns séculos com duas intenções: anunciar sua profissão e atrair magicamente novos clientes.

A erva, quando queimada ou esmagada, induz ao sono e ao descanso. Atua no sistema nervoso acalmando-o. Importante componente de filtros e banhos de proteção.
Usada para problemas de pele, desde acne até queimaduras. Uso externo: cortes, queimaduras, dernmatites, eczemas (óleo essencial diluído); dor de cabeça (inalada ou em massagens na têmpora).

Pelo Mundo